Adquirir qualquer novo equipamento pode, no primeiro momento, parecer um alto investimento para sua empresa, mas são os custos de manutenção do chão de fábrica que podem implicar em gastos não previstos.

Saiba como reduzir estes custos e ter os seus equipamentos sempre em excelentes condições com as dicas que preparamos a seguir. Acompanhe.

8 Dicas para reduzir os custos de manutenção do chão de fábrica

#1 Faça um planejamento

Ter um planejamento para a execução da manutenção do chão de fábrica é primordial para evitar perdas produtivas. Toda indústria precisa produzir para lucrar, por isso, paradas em equipamentos realizadas de maneira aleatória geram alto impacto no processo produtivo.

Ter um calendário para a realização da manutenção do chão de fábrica permite que todos os envolvidos estejam preparados para a parada de qualquer equipamento.

Além disso, um planejamento bem elaborado evita que máquinas sejam paradas desnecessariamente, visto que cada equipamento tem uma periodicidade de manutenção, e requisitos que devem ser obrigatoriamente avaliados para o bom funcionamento.

#2 Realize inspeções preventivas

Com o plano de manutenção do chão de fábrica elaborado, tem-se em mãos todo o insumo para a realização de manutenções preventivas. Evite ao máximo as paradas para correções emergenciais, pois, nesses casos, os impactos produtivos e financeiros de manutenção do chão de fábrica são consideráveis.

Todo equipamento possui indicações de pré-requisitos para a manutenção, sejam por tempo, ciclos, ou até mesmos painéis sinalizadores. Por isso, conheça cada um deles, para, no período adequado, inspecionar preventivamente os pontos principais de cada equipamento.

#3 Promova as manutenções preditivas

Juntamente com um programa de manutenção preventiva, a implementação de um programa preditivo também permite que sua empresa economize recursos. A manutenção preditiva é uma metodologia fundamentada no estado do equipamento, e seu principal objetivo é realizar o acompanhamento do maquinário por meio da coleta de dados para prever possíveis falhas.

Para a manutenção do chão de fábrica, esta metodologia é um importante meio de identificar antecipadamente potenciais problemas que possam surgir, pois, dessa forma, é possível acompanhar as reais condições de funcionamento dos equipamentos.

Apesar disso, é importante ressaltar que adotar a manutenção preditiva não elimina a necessidade de manutenções preventivas.

#4 Tenha sempre peças de reposição

Incorrer no erro de ter um equipamento parado por falta de peças de reposição é uma falha grave na manutenção do chão fábrica. Se você conhece a necessidade de manutenção preventiva, os itens que devem ser avaliados e os que periodicamente devem ser repostos, é possível tê-los em estoque. Isso garante que seu tempo de parada para manutenção seja reduzido, e os custos otimizados.

#5 Tenha um plano de manutenção emergencial

Mesmo com um excelente plano de manutenção elaborado, surpresas podem acontecer, por isso, adotar um plano emergencial é necessário.

Essas manutenções são conhecidas como manutenções corretivas não planejadas, e, em sua maioria, os procedimentos para a correção já são conhecidos. Por exemplo, se um de seus equipamentos apresentou um determinado erro, ou parou de funcionar repentinamente, é sabido que podem ser realizadas uma sequência de ações para o seu restabelecimento.

Por isso, tenha sempre esses procedimentos mapeados e disponibilizados para seus colaboradores agirem rapidamente em situações emergenciais.

#6 Tenha o histórico de ocorrências

Dados são um dos melhores insumos quando se fala em redução de custos de manutenção do chão de fábrica. Já citamos alguns que embasam o plano de manutenção preventiva e preditiva, mas, além destes, ter o registro de ocorrências é importante.

Tanto a manutenção preventiva, como a preditiva ou corretiva trazem informações que podem ser utilizadas para melhorar e incrementar o planejamento do chão de fábrica.

Por exemplo: em todas as manutenções preventivas foram identificados problemas na engrenagem X do equipamento Y. O plano: ter no estoque a engrenagem X, pois ela pode sofrer um dano a qualquer momento.

#7 Tenha um mapeamento de vulnerabilidades

Junto ao histórico de ocorrências, é possível criar um mapa de vulnerabilidades. Consolidando todas as informações obtidas a partir dos registros de ocorrências, se torna viável prever os pontos de maior vulnerabilidades dos equipamentos, auxiliando a análise preditiva de falhas.

Desta maneira, é possível mapear as intervenções que devem ser realizadas, tendo uma estimativa de datas, permitindo planejamento de aquisição de peças, negociação de prazos de entrega e impactos gerados pela parada do equipamento.

#8 Tenha um programa de melhoria contínua

Como todo e bom planejamento empresarial, pensar em melhoria contínua é fundamental. Como vimos, é possível obter um bom número de dados para realizar diversos tipos de análises, e eles podem contribuir para a melhor manutenção do chão de fábrica.

Lembre-se de que todo equipamento que tem manutenções realizadas periodicamente tende a reduzir custos de paradas de produção, e ter um ciclo de vida maior. Isso sem contar o fato de que manutenções no chão de fábrica realizadas corretamente e sistematicamente permitem a sua indústria ter uma previsibilidade de substituições, favorecendo um planejamento de trocas muito mais eficaz e com impacto financeiro planejado.

Quando falamos de manutenção do chão de fábrica, existem várias maneiras de minimizar os custos e garantir que o processo de produção não seja impactado. Ter um plano de manutenção, que envolva revisões periódicas, análises preditivas e registro de ocorrências para análise de vulnerabilidades garante que sua indústria não sofra com falhas inesperadas, que impactam negativamente a cadeia produtiva.

Por isso, investir tempo no planejamento da manutenção dos equipamentos do chão de fábrica é essencial para qualquer processo de produção, pois, assim, sua indústria poderá planejar custos, paradas e seus principais impactos – tornando qualquer ação de manutenção calculada e assertiva.

Quer saber mais sobre como realizar manutenção de plataformas elevatórias? Conheça a PTA Rental e descubra porquê ela pode ser parceira da sua indústria. Até a próxima.