plataforma elevatoria

Se você está realizando ou vai realizar uma obra que precisará de serviços realizados em altura, com certeza deve estar considerando alugar uma plataforma elevatória. Mas aí é que vem a pergunta-chave: qual o melhor tipo para a obra que eu preciso fazer? Não sabe? Não se preocupe. No post de hoje vamos te ajudar a escolher a plataforma elevatória mais indicada para a sua obra ou serviço de manutenção.

Porém, antes de entrarmos nessa parte, é importante ressaltar as vantagens que esse tipo de equipamento oferece a quem decide utilizá-los no lugar dos andaimes. Em primeiro lugar, as plataformas elevatórias são extremamente seguras. Em segundo lugar, possibilitam uma maior facilidade na execução desses trabalhos quando eles são necessários em lugares que possuem o acesso dificultado por questões externas, pois como são equipamentos móveis, eles conseguem chegar em locais que os andaimes não conseguiriam. Por esse motivo, as plataformas elevatórias acabam adiantando a execução da obra, pois aumentam a velocidade do desenvolvimento dos serviços realizados.

Depois de explicarmos as vantagens que as plataformas elevatórias proporcionam, vamos falar dos tipos delas. Existem diversos tipos de modelos de plataformas elevatórias e escolher o correto pode otimizar a sua obra economizando o tempo de duração do serviço e dinheiro gasto nisso. Por essa razão, a primeira dica que damos é que você organize de maneira prática quais os serviços que serão executados com o uso da plataforma elevatória. Pode ser uma lista ou uma tabela. O importante é deixar isso pré-definido pois essa etapa inicial ajudará muito na hora de escolher a sua plataforma elevatória.

Para ajudar na elaboração dessa lista, estipulamos algumas perguntas básicas que você pode fazer para ter uma real noção do serviço que você está prestes a realizar. Leve em consideração fatores como a quantidade de pessoas que utilizarão a plataforma, a altura do trabalho, se ela precisará se locomover durante o serviço, o tipo de terreno no qual ela ficará baseada, a fonte de energia utilizada para fazer a plataforma elevatória funcionar, o peso que ela precisará aguentar, entre outros fatores, pois como dissemos, há tipos diferentes de plataformas e cada um deles é melhor para um tipo de desempenho.

Se você precisa de um maior alcance horizontal, por exemplo, o tipo ideal de plataforma elevatória para a sua obra é a plataforma articulada ou telescópica, enquanto que se você precisar de uma plataforma que suporte uma quantidade de peso durante o trabalho, o ideal é a plataforma tipo tesoura. Essa demonstração foi só um exemplo, pois dependendo do tipo de terreno e dos outros fatores listados acima, essa indicação pode mudar. Por isso é fundamental que você estabeleça essas condições de antemão para realizar o serviço da melhor forma.

Após estabelecer esses critérios, analise o local da obra também para saber qual o melhor tipo de energia para movimentar a plataforma. Se o local for equipado com tomadas, uma plataforma elétrica pode ser melhor, mas se o local não for, opte por uma plataforma que utilizará o combustível como fonte de alimentação. Esse segundo modelo pode ser mais prático pois possui um sistema de reabastecimento bastante simples, enquanto as plataformas movidas a energia elétrica podem necessitar de um tempo destinado a recarga.

Além disso, é importante lembrar que os profissionais que executarão os serviços nas plataformas elevatórias precisam ser qualificados para operar as plataformas. As locações na PTA incluem um treinamento da equipe que irá operar a plataforma. Depois disso, é só escolher o melhor modelo e a equipe adequada para realizar o seu serviço.