Todo operador de plataforma elevatória precisa fazer um treinamento de capacitação. Ao concluir esse treinamento, ele receberá a Carta do Operador, documento que certifica que ele está apto a operar as plataformas dentro da categoria escolhida por ele em qualquer lugar do mundo, com validade de um ano. Ao término da validade do certificado, o operador precisará se atualizar para obter uma nova Carta do Operador e continuar trabalhando normalmente.

Podemos usar como um exemplo de um bom treinamento o Curso de Operador de Plataformas Elevatórias – PTA ministrado pela ASM Treinamentos, que aborda conteúdos Práticos e Teóricos relacionados a Operação de Plataformas Elevatórias dos tipos Tesoura ou Articulada para reconhecimento, análise e percepção de risco associado a equipamentos móveis conforme escrito em norma regulamentadora da CLT – NR11.

O curso é dividido em duas partes e possui módulos que consideramos bem importantes para o treinamento do operador de plataforma aérea.

Parte teórica

Nessa parte do curso, o operador terá acesso aos seguintes módulos de conteúdo:

  • Informações Gerais;
  • NR18 – Anexo IV;
  • NR11 – Segurança em Veículos Industriais;
  • Normas Internacionais – OHS / Euronorm / Jicosh;
  • Instruções Gerais de Segurança;
  • Riscos Residuais e Verificações;
  • Espaço de Trabalho;
  • Características Técnicas do Equipamento;
  • Tipos de Plataformas;
  • Tipos de Montagem de Plataformas (Auto-propelida, Rebocada, Montada em Caminhão);
  • Atravancamentos e Rótulos;
  • Princípios de Funcionamento;
  • Estudo do Manual do Equipamento;
  • Segurança na Utilização;
  • Proximidade a Linhas Elétricas;
  • Efeito do Vento;
  • Trabalhos em Ambientes Externos – Descargas Atmosféricas;
  • Carregamento, Descarregamento, Deslocamento e Precauções;
  • Operações (Painel de Solo e no Cesto da Plataforma);
  • Operação em Casos de Emergência;
  • Manutenção (Preventiva e Corretiva – TPM);
  • Incidentes;
  • Estudos de Caso;
  • Sistemas de Segurança;
  • Checklist Diário;

Parte prática

Nessa parte do curso, o operador terá acesso aos seguintes módulos de conteúdo e realizará as seguintes atividades:

  • Contato Inicial com o Equipamento
  • Realização do Checklist detalhado
  • Estudo de Não Conformidades e suas consequências verificadas durante o Checklist
  • Trajeto Básico – Translado
  • Manobras em Altura – Ascensão – Trabalhos (simulação)
  • Rotina de Estacionamento
  • Manutenção Preventiva Básica pelo Operador (Completando Níveis de Fluídos + Status de Lubrificação + Inspeção das Soldas por Rupturas)

Ao final de cada parte do treinamento, o operador será submetido a uma avaliação (teórica e prática). De acordo com o resultado, o operador estará aprovado a trabalhar naquele tipo de plataforma durante um ano. É imprescindível a aprovação no curso para que o trabalhador possa ser considerado um operador de plataforma elevatória, pois sem a Carta do Operador, ele não poderá trabalhar.