Plataformas elevatórias

Antes de explicarmos por qual razão as plataformas elevatórias oferecem mais praticidade na hora da execução de algum serviço, vamos primeiro explicar o que são as plataformas elevatórias e para que elas servem. As plataformas elevatórias – ou plataformas de trabalho aéreo – são equipamentos utilizado na área de construção civil e da indústria que servem para facilitar o acesso do trabalhador a determinada altura onde ele precisará realizar o serviço requisitado.

Elas possuem função bastante semelhante à dos andaimes, porém com algumas diferenças muito importantes que serão abordadas a seguir e que exemplificarão a praticidade que esse tipo de equipamento pode trazer para a sua obra. Em primeiro lugar, as plataformas elevatórias fazem parte da engenharia de acesso dinâmica, ou seja, são plataformas móveis, o que significa dizer que elas podem ser deslocadas durante a execução do serviço, ao contrário dos andaimes, que são estáticos e atuam dentro de uma área mais limitada por essa razão.

Por serem móveis, elas permitem que o trabalhador tenha uma abrangência ilimitada na área de atuação, o que também não é permitido pelos andaimes, pois eles têm um alcance mais restrito por serem fixos, como mencionamos no parágrafo anterior. As plataformas elevatórias são mais estreitas, o que permite um acesso melhor em lugares mais difíceis de chegar. Contudo, mesmo sendo mais estreitas, elas são um equipamento bastante seguro para o trabalhador executar suas tarefas.

Outra vantagem que as plataformas elevatórias proporcionam é a facilidade na hora da utilização, pois os andaimes precisam ser montados e requerem que o terreno seja minimamente regular e plano para conseguir ter estabilidade na base, ao passo que as plataformas possibilitam o trabalho em terrenos mais irregulares, sendo mais versáteis na hora da escolha para a execução da obra. Além disso, as plataformas podem ser operadas por trabalhador que passam por um treinamento de algumas horas. Existe uma Norma Regulamentadora que trata desse processo de qualificação dos profissionais para operarem as plataformas elevatórias e que estabelecem os pré-requisitos para esse trabalhador ser considerado qualificado.

Há também tipos distintos de plataformas elevatórias e cada um deles serve melhor para um determinado tipo de obra. Os três tipos mais comuns de plataformas elevatórias são a articulada, a telescópica e a tesoura. As plataformas de trabalho aéreo podem ser elétricas ou a combustão.

Por conta de todos esses fatores, é extremamente importante que você leve em consideração qual tipo de serviço você precisará realizar na sua obra na hora de escolher a plataforma elevatória para que você escolha a mais adequada e que trará uma maior otimização do serviço a ser executado. Em termos de valores, as plataformas elevatórias também acabam sendo mais vantajosas que os andaimes pois não requerem gastos extra com a sua instalação, como os andaimes, e no total, acabam sendo mais econômicas por isso, mesmo que o valor do aluguel das plataformas seja um pouco maior do que o valor do aluguel dos andaimes. Então, avalie bem a sua obra e escolha a melhor plataforma para ela.