Você já deve ter visto em outros posts aqui da PTA Rental que as plataformas aéreas de trabalho são capazes de proporcionar muito mais agilidade e praticidade para os trabalhadores quando o assunto é serviço em altura. Isso acontece devido ao fato de elas serem equipamentos móveis, o que oferece a possibilidade de mobilidade durante a execução do serviço, otimizando-o.

Entretanto, é preciso avaliar algumas questões quando você opta por utilizar uma plataforma aérea de trabalho na sua obra e é sobre isso que nós vamos falar no post de hoje.

Qual serviço eu pretendo executar?

A plataforma aérea de trabalho vai ser uma excelente opção quando você enxergar a necessidade de realizar um trabalho em altura, seja ele rápido e pontual ou mais demorado e trabalhoso. Independentemente da duração do serviço, a plataforma é uma escolha melhor por conta da mobilidade que ela proporciona, conforme eu mencionei no início do texto.

Qual a capacidade de carga que eu vou precisar comportar na plataforma?

Esse aspecto é importante para que você decida qual modelo de plataforma vai ser melhor para o seu serviço. As plataformas do tipo tesoura ou pantográficas costumam ter uma capacidade de carga maior do que as plataformas articuladas e telescópicas. Portanto, antes de escolher a sua plataforma elevatória, analise tudo o que você vai precisar colocar nela, desde operadores até as ferramentas, para escolher uma que comporte a carga necessária para o seu trabalho.

Vale lembrar que toda plataforma aérea de trabalho requer que sua operação seja feita por um operador devidamente qualificado, então certifique-se de ter esse funcionário capacitado para dar andamento ao serviço. Assim, você poderá contar com esse equipamento para agilizar toda a obra sem por em risco a integridade física de nenhum trabalhador.

Confira o nosso catálogo de plataforma aéreas, faça uma simulação e escolha a sua. Clique aqui!